gtag('config', 'AW-1066184524'); Você é do tipo que fala com orgulho que fez a sua parte?
Buscar
  • V2 Consulting

Você é do tipo que fala com orgulho que fez a sua parte?



Olá Qualinauta!


Em reuniões no ambiente corporativo, quando surgem discussões sobre algo que deveria ter sido resolvido e não foi, ouvimos frases do tipo: “Não tem nada pendente da minha parte!” ou “O que me foi passado está finalizado!” ou “Não sei o que deu errado, mas a minha parte foi concluída conforme combinado”. Alguns outros, para reforçar, ainda olham para alguém presente e rapidamente questionam: “Fulano, não foi isso que nos passaram?”.


Outros, ainda, soltam algo parecido com “Eu até tinha percebido o risco disso acontecer, mas eu não tinha como interferir no que já estava decidido”.


Nos momentos de dificuldades ou de insucesso, algumas pessoas impulsivamente dedicam seus esforços para “salvarem a sua pele”. Embora esse profissional pense estar fazendo a coisa certa, tirando dos seus ombros qualquer responsabilidade pelo ocorrido, o que ele está sinalizando, por vezes inconscientemente, é que o seu pensamento é individual e não coletivo. Quem pensa coletivamente geralmente não conjuga verbos na primeira pessoa do singular. Ele costumeiramente fala na primeira pessoa do plural. Quem pensa no coletivo, nesses momentos, quer saber o que é preciso fazer para se alcançar o resultado, sem preocupar-se com quem está envolvido e, geralmente, sempre se prontifica a ajudar! Você é um deles?


As grandes organizações estão, cada vez mais, buscando e valorizando profissionais que possuem a chamada visão holística ou visão sistêmica. Pessoas que tem a consciência de que a sua capacidade vai além do seu potencial individual, que conseguem enxergar claramente as relações de causas e efeitos dentro das empresas. Pessoas conscientes de que precisam fazer a sua parte e ajudar alguém ou alguma outra área a fazer bem a parte dela. Pessoas que pensam nos fins e não nos meios.


Numa era onde a gestão por processos tem se mostrado um diferencial competitivo, pessoas individualistas ou altamente hierarquizadas, fixadas naquilo que os organogramas apresentam, podem estar com os dias contados. Essa transição, das estruturas hierarquizadas para o gerenciamento por processos pode demorar um pouco, mas ela irá acontecer. Se você ainda não visualizou isso, prepare-se!


O interessante é que essas pessoas, embora atuem coletivamente, acabam brilhando individualmente e, naturalmente, se destacando nas organizações! Pense nisso!


Um abraço e até a próxima!

0 visualização

R. da Consolação, 222 – 19º andar

Consolação - São Paulo/SP

CEP.: 01302-901

+55 11 3289-5797

+55 11 3284-4976

  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco
  • LinkedIn - Círculo Branco