gtag('config', 'AW-1066184524'); Quando isso tudo vai acabar?
Buscar
  • V2 Consulting

Quando isso tudo vai acabar?


Talvez essa seja uma das perguntas que pairam sobre a cabeça dos profissionais do setor de relacionamento, preocupados com as ondas de maledicências contra os serviços de relacionamento que parecem nunca acabar.


Embora essas maledicências tenham sua razão de ser, o que não pode acontecer é alguns empresários e gestores fingirem que isso nada tem a ver com eles e continuarem com posturas tendenciosas, unilaterais ou ficarem em cima do muro.


Não mudaremos a postura se não mudarmos a mentalidade atuante no setor. Será que as velhas cabeças, que ajudaram a “construir” o setor e levá-lo ao estágio atual serão capazes de dar um novo rumo, diferente de tudo que pregaram e praticaram até agora? Em todos os eventos diz-se que o setor é um setor novo, mas as cabeças do setor o são?


Não vejo mudança se não mudar a mentalidade.


É perfeitamente compreensível que as cabeças de destaque de nosso meio façam o discurso que interessa aos seus negócios, mas em tempos de crise, será que se cada um defender o seu cegamente, todos sairão vencedores?


Não serão só os softwares, os treinamentos ou a revisão dos processos que mudará o nosso cenário. É uma combinação de tudo isso, com um ingrediente importantíssimo: a ética.


Estamos em uma crise de gestão. Quando isso for assimilado e se passar a trabalhar equilibradamente para desenvolver os modelos de gestão consistentes nas empresas, em especial nos contact centers, pegaremos a trilha correta. A partir daí será puro trabalho, mas que não se espere milagres, como o que achavam que ocorreria com o Decreto 6423 do SAC. Para se mudar a cultura de gestão de uma empresa, leva-se historicamente entre 1 e 3 anos. Imagine mudar a cultura toda de um setor.

0 visualização

R. da Consolação, 222 – 19º andar

Consolação - São Paulo/SP

CEP.: 01302-901

+55 11 3289-5797

+55 11 3284-4976

  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco
  • LinkedIn - Círculo Branco